Caso Beatriz: Peritos americanos propõem parceria com estado de Pernambuco para solucionar o caso, mas estado ainda não respondeu

Uma notícia está sendo destaque nesta segunda-feira (12). O Consulado Americano notificou o estado de Pernambuco para propor uma parceria na qual peritos americanos pudessem atuar juntamente a eles no inquérito do Caso Beatriz. Segundo a família, que apoia totalmente a parceria, o Consulado conta com profissionais de altíssima resolutividade, competência técnica e recursos tecnológicos.

O pedido foi enviado em setembro do ano passado para o estado e para a mãe da garota, porém, até o momento, o governo não respondeu. “Há quem interessa que os culpados não sejam punidos?”, questiona Lucinha Mota, mãe da menina.

A foto a seguir registra a presença do Caso Beatriz na Academia de Perícia Nacional US do Estado do Tennessee, através da National Forense Academy, o que revela empenho e grande expectativa para vir oficialmente ao Brasil para investigar o crime.

 

 

RELEMBRE O CASO

Beatriz Mota, de apenas 7 anos, foi encontrada morta, com 42 facadas, em uma festa de formatura em um colégio de Petrolina, Pernambuco. O crime está próximo de completar 6 anos e nenhuma resolução para o crime foi dada. O motivo do crime ainda é desconhecido e mesmo tendo 5 suspeitos, ninguém foi preso.

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

Comente: