‘Brasil é país dos privilégios’, diz Barbosa

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, afirmou nesta quinta-feira (20) que pretende combater a advocacia de parentes de ministros e conselheiros em tribunais superiores, o que ele considera um privilégio indevido. O ministro classificou a medida como uma das prioridades a serem tomadas como líder da Suprema Corte e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

“É uma visão minha, mas é muito provável que seja contrária ao pensamento de uma maioria. O Brasil é o país dos privilégios, que são internalizados como se fosse a coisa mais natural do mundo. Parece ser um direito constitucional ao privilégio”, disse. Além disso, Barbosa elegeu como “prioridade número um” no STF em 2013 o julgamento de recursos reconhecidos como repercussão geral, cujas decisões obtidas no Supremo são aplicadas a todos os episódios semelhantes em instâncias inferiores. Informações da Agência Brasil.

Fonte: Bahia Notícias

Categoria(s): Nacional.

Comente: