Brasil coloca sob sigilo financiamento a governos de Cuba e Angola

O ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, transformou em secretos documentos referentes a financiamentos do Brasil aos governos de Cuba e Angola. O titular assinou os atos em junho de 2012, um mês após entrar em vigência a Lei de Acesso Informação, de acordo com a Folha. Em função disso, o conteúdo dos papéis poderá ser conhecido somente a partir de 2027. Somente no ano passado, o BNDES gastou US$ 875 milhões em operações de financiamento à exportação de bens e serviços de empresas brasileiras para Cuba e Angola. O país africano, inclusive, ultrapassou a Argentina e tornou-se o maior destino de recursos do tipo. O ministério argumentou que os documentos foram tornados secretos por causa de informações “estratégicas” e dados “cobertos por sigilo comercial”.

Fonte: Bahia Notícias.

Categoria(s): Regional.

Comente: