Bolsonaro vai contra posicionamento de Mourão e diz: “A Caneta Bic é minha”

Nesta sexta-feira, dia 30, o presidente Jair Bolsonaro volto causar grande repercussão. Dessa vez, o presidente fez uma declaração que mostra desacordo com o que o seu vice, Mourão, disse há pouco tempo.

O vice-presidente Hamilton Mourão, afirmou que “é lógico” que o Brasil deve comprar as vacinas Coronavac, feitas pelo laboratório chinês Sinovac. Além disso, um órgão brasileiro, o Instituto Butantan, também está envolvido nessa parceria. Mourão disse: “O governo vai comprar a vacina, lógico que vai. Já colocamos os recursos no Butantan para produzir essa vacina. O governo não vai fugir disso aí”

Contudo, Bolsonaro tem batido na tecla de não confiar na Coronavac. Segundo ele, não será investido dinheiro numa vacina que não tem aprovação da Anvisa (Agência Nacional da Vigilância Sanitária). Portanto, indo de encontro à fala de Mourão, Bolsonaro afirmou: “A caneta Bic é minha”. Outro fator que chamou a atenção é que o governador de São Paulo, João Doria, tem afirmado com frequência que usará a Coronavac no estado. Como ele e Bolsonaro já não nutrem uma boa relação há alguns meses, essa diferença de posicionamentos acentua ainda mais essa dicotomia.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.

Comente: