Bolsonaro pretende prorrogar o Auxílio Emergencial e explica situação atual

Durante a inauguração de uma usina de energia solar em Goiás neste fim de semana, Bolsonaro confirmou decisões sobre o futuro do Auxílio Emergencial. O presidente explicou a redução do valor e também falou sobre a prorrogação do benefício. Além disso, ele ratificou algumas projeções que já eram cogitadas.

“Sabemos da necessidade daqueles que recebem o auxílio emergencial, e ele é pouco para quem recebe e muito para quem paga. Nós, o Brasil, vocês gastam por mês R$ 50 bilhões neste auxílio. Nós pretendemos com um valor menor, que obviamente não será 600, mas também não será 200, prorrogá-lo até o final do ano. Com isso, espero fazer com que a economia volte à sua normalidade”

Nos últimos dias, a expectativa do povo entrou numa grande crescente para saber os novos valores do Auxílio Emergencial. Os discursos mais recentes do presidente ratificaram que o benefício continuará até o fim do ano, mas com seu valor reduzido a um ponto considerado ideal. Juntando essas palavras às informações da equipe econômica, o valor elencado como mais provável foi o de R$300 até o mês de dezembro.

Anteriormente, quando esteve em viagem ao Nordeste, Bolsonaro já havia adotado um tom de decisão quanto à redução do benefício. Segundo ele, apesar de ter sido um passo importante diante do momento atual, a iniciativa não pode ser permanente pois é muito onerosa aos cofres públicos.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Categoria(s): Nacional.

Comente: