Bolsonaro grava áudio no qual apela a caminhoneiros para que não parem o país

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quinta-feira (9). O presidente Jair Bolsonaro baixou o tom do discurso em um áudio gravado nessa quarta-feira (8), e numa atitude conciliadora fez um apelo aos caminhoneiros pra que não parem o país, o que poderia causar desabastecimentos.

Momentos depois do discurso do presidente Jair Bolsonaro no dia 7 de setembro, rodovias no entorno de Brasília e em outros 16 estados ficaram fechadas pela ação dos caminhoneiros e esta atitude gerou preocupação com desabastecimentos no país.

“Fala para os caminhoneiros aí que são nossos aliados, mas esses bloqueios atrapalham a nossa economia e isso provoca desabastecimento, inflação, prejudica todo mundo e, em especial aí, os mais pobres. Então, dá um toque aí nos caras, se for possível, e vamos liberar, tá ok? Para a gente seguir com a normalidade. Deixa com a gente em Brasília agora. Não é fácil negociar, conversar, por aqui com outras autoridades, mas a gente vai fazer a nossa parte e buscar uma solução, tá ok? E em meu nome dar um abraço a todos os caminhoneiros aí”, falou Bolsonaro por meio de áudio.

Logo após a veiculação do áudio direcionado aos caminhoneiros, o ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas, divulgou um vídeo, às 22h30, confirmando a autenticidade do áudio. Tarcísio contou que a categoria tinha levantado questão sobre a veracidade do áudio do presidente:

“Esse áudio é real, é de hoje e mostra a preocupação do presidente com a paralisação dos caminhoneiros. Essa paralisação iria agravar efeitos na economia, de inflação, que iria impactar os mais pobres, os mais vulneráveis. Nós já temos um efeito hoje nos preços dos produtos em função da pandemia. A inflação hoje tem um componente internacional e uma paralisação vai trazer desabastecimento, vai acabar impactando os mais pobres e mais vulneráveis e prejudicando a população. A gente sabe que há uma preocupação de todos com a melhoria da situação do país, com a resolução de problemas graves. Mas a gente não pode tentar resolver um problema criando outro e prejudicando os mais vulneráveis. Daí a preocupação do presidente da República”, disse. Tarcísio finalizou pedindo aos caminhoneiros confiança no diálogo e no governo.

O presidente Bolsonaro já havia avisado a simpatizantes anteriormente que pediria aos caminhoneiros para que não houvesse paralisação no país. “Isso não interessa a ninguém”, disse.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.

Comente: