Bolsonaro diz que não vai entregar celular: ‘Tá de brincadeira comigo’

Na última sexta-feira (22), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) falou sobre a notícia-crime, feita pelo ministro Celso de Mello do STF, em que solicita a apreensão do seu telefone.

“Um ministro querer o telefone por causa de fake news? Tá de brincadeira comigo. No meu entender, eu nem devia ter enviado esse pedido. Só se fosse um rato para entregar o telefone”, afirmou Bolsonaro, durante uma entrevista feita à rádio Jovem Pan.

Entre os pedidos feito pelo ministro está a apreensão dos celulares do presidente e de um dos filhos deles, Carlo Bolsonaro, e um depoimento de Bolsonaro sobre o caso. O caso foi enviado para análise de Augusto Aras, procurador-geral da República, para analisar e decidir sobre os pedidos apresentados.

Categoria(s): Politica.

Comente: