Bebê nasce “grávida” e pais só acreditam depois da explicação médica: “Depois da cirurgia vai ter uma vida normal”

Nesta quinta-feira (19) a história do nascimento de uma bebê repercutiu por todo o mundo. Os pais ficaram assustados com um primeiro diagnóstico, mas o segundo foi mais surpreendente ainda, pois a bebê nasceu “grávida”. Todavia, como isso foi acontecer?

Esse tipo de caso clínico é raríssimo e sempre chama a atenção quando aparece. Ao contrário do que muitos mitos populares dizem, isso não tem nada a ver com a relação dos pais durante a gravidez. Na realidade, a bebê não está grávida como uma mulher adulta, mas ela tem sim um feto ligado a si. Trata-se de um caso conhecido como “feto no feto”. Isso acontece quando a mãe teria uma gravidez de gêmeos, mas um dos fetos acaba ficando preso internamente ao outro. No caso dessa bebê, o gêmeo dela não se desenvolveu e ficou preso a ela por um cordão umbilical, alimentando-se do fluxo sanguíneo do intestino da bebê maior. Contudo, isso não foi descoberto de primeira pela família.

A família da bebê, que vive na Colômbia, ficou assustada com o primeiro diagnóstico. Segundo a equipe médica, a bebê tinha um cisto ou um tumor na barriga. Entretanto, novos exames com outro médico revelaram que não era nada disso. A partir das novas imagens eles desvendaram que tratava-se de um gêmeo fetal preso na barriga da bebê. Então, por conta do risco, a forma escolhida para o parto foi a cesariana. O nascimento foi um sucesso, mas todos sabiam que outra cirurgia seria necessária em breve. Preocupados com o desenvolvimento da bebê, os médicos decidiram operá-la já no dia seguinte para retirar o gêmeo fetal. Novamente, tudo deu certo na operação. Agora, a pequena colombiana terá apenas uma cicatriz na barriga, vivendo uma vida saudável como uma bebê normal.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.

Comente: