Connect with us

Internacional

Bebê gêmeo morre após ter sido deixado dormindo na cadeirinha

...

Os pais do bebê decidiram compartilhar a história do que aconteceu para alertar outras família e cuidadores

Um bebê gêmeo faleceu após ter sido deixado dormindo na cadeirinha do carro por duas horas. A mãe Rachel Jungling deixou seus gêmeos de 11 meses, o menino Anders e a menina Linnea, na creche em Madan nos Estados Unidos no dia 10 de janeiro deste ano.

Ela deixou os pequenos no local quando estava dormindo em suas cadeirinhas do carro. Contudo, ela acreditava que logo depois as funcionárias da creche iriam tirá-los das cadeirinhas. “Eu ainda me lembro que o Anders meio que sorriu para mim quando eu disse tchau”, contou Rachel ao canal norte-americano ABC.

Infelizmente, as funcionárias da creche não retiraram os gêmeos das cadeirinhas. Na realidade, elas os deixaram nas cadeirinhas por cerca de duas horas. Até que uma das funcionárias percebeu que Anders estava inconsciente. Ela chamou os paramédicos.

Os paramédicos tentaram ressuscitar o menino por 40 minutos no caminho para o hospital e os médicos tentaram ressuscitá-lo por mais 30 minutos no hospital. Ele chegou a ser transferido para um outro hospital mais equipado, mas infelizmente não resistiu e faleceu no dia 12 de janeiro.

Rachel se lembra nitidamente da ligação que recebeu da polícia sobre o estado de saúde de seu filho. “Eles me perguntaram duas vezes se eu estava sentada e disseram que iam me buscar porque o Anders estava no hospital. Foi desesperador”, contou Rachel.

A mãe também precisou ligar para seu marido, Ryne, para contar o que havia acontecido com os gêmeos. “Ela disse que algo ruim havia acontecido com o Anders e que nós precisávamos ir ao hospital imediatamente. Eu nunca tinha ouvido ela daquele jeito”, contou Ryne.

Agora, dois anos após a morte do filho, o casal decidiu alertar sobre o que aconteceu. Apesar deles saberem que era perigoso deixar os pequenos dormirem na cadeirinha do carro quando estavam fora do veículo, as funcionárias da creche não sabiam disso. E muitas pessoas com as quais conversaram sobre o triste acontecimento também não sabiam.

Ocorre que quando estão fora do carro, o ângulo das cadeirinhas muda e há maior risco dos pequenos sofreram asfixia postural, que é quando a posição em que uma pessoa está impede sua respiração adequada. Isto também pode acontecer quando os pequenos, especialmente recém-nascidos, passam mais de 20 minutos na cadeirinha do carro, por isso é importante ficar atento a respiração deles nos veículos.

O pequeno Anders morreu justamente em decorrência de uma asfixia postural, no caso dele, sua cabecinha foi para frente enquanto ele dormia, bloqueando suas vias aéreas. “Agora nós queremos informar outros pais e cuidadores sobre este risco para que outras famílias não passem pelo que passamos”, concluiu Rachel.

(Fonte: Bebê Mamãe)

Continue Lendo
Publicidade

Acontece Na Bahia - Copyright © 2019.