Baixa Grande: Jovem mãe acusa médico de ter indicado Coca Cola para curar febre e diarreia de sua Bebê de 07 meses no Hospital Milton Pamponet.

 

A jovem  mãe M.C. natural do povoado de Mandacaru  no município de Baixa Grande e que atualmente reside no estado do Rio de Janeiro. Publicou, hoje (28),  uma gravíssima denúncia nas redes sociais via  Facebook em que afirma que um suposto médico que estava de plantão no Hospital Milton Pamponet em Baixa Grande,  indicou que a mesma  desse o refrigerante Coca Coca como remédio para melhorar a diarreia  e febre alta da sua  filha   de apenas   07 meses de idade.

Print do Texto do desabafo da jovem mãe no Facebook.

O caso ocorreu em Dezembro de  2014 e se tornou público essa semana por conta do recente falecimento de um jovem que  veio a óbito após sofrer fratura e aguardar  cerca de  4 dias para receber maiores tratamentos  no Hospital municipal Milton Pamponet Ribeiro em Baixa Grande e provocou uma série de denúncias de pessoas que afirmam não terem sido sequer atendidas na referida unidade Hospitalar.

Preservamos o nome da jovem mãe para evitar maiores  pressões por parte do  Governo Municipal de  Baixa Grande.

Print da Jovem Mãe   afirmando que teve atendimento em Pintadas após se negado atendimento em Baixa Grande.

A  jovem mãe prossegue seu desabafo  e   afirma  que após não ter conseguido adequado  atendimento em Baixa Grande  se dirigiu  ao Hospital de Pintadas e que teve   um atendimento muito  rápido e  eficaz na unidade hospitalar daquele município.

Estes depoimento coloca em xeque a cúpula da atual administração municipal que é liderada pelo prefeito Pedro Lima Neto (PT) e que  deverá  vir a público emitir nota oficial sobre este e outros casos.

O Hospital de Baixa Grande tem uma estrutura antiga, o ex prefeito Gilvan Rios, prometeu publicamente diversas vezes  construir um novo  Hospital, porém após oito anos de mandato não conseguiu realizar este objetivo e a população hoje sofre sem uma equipamento mais amplo e adequado ao atendimento ao povo.

Da Redação.

Categoria(s): Regional.

Comente: