Babá do menino Henry deve explicar por que mentiu para a polícia em depoimento prestado hoje

Uma notícia está sendo destaque nesta segunda-feira (12). A babá do menino Henry, Thayná de Oliveira, prestou um novo depoimento hoje na 16ª DP (Barra da Tijuca). Marcado para 15h, o depoimento deu início por volta das 15h40 e até as 19h, ela ainda estava na delegacia.

Esse novo depoimento acontece porque alguns prints foram recuperados no celular de Monique, graças a um software israelense, e neles polícia descobriu que Thayná mentiu em seu primeiro depoimento pois ela sabia das agressões que Henry sofria de Dr. Jairinho. Nas imagens, que contava com uma conversa de Thayná e Monique, a babá narrava em tempo real o momento em que Jairinho se trancou com Henry no quarto, ligou a televisão e deixou em volume alto. Depois do vereador abrir a porta e o menino sair, a babá conversa com Henry e ele revela as agressões.

“Então, [Henry] me contou que [Jairinho] deu uma banda [uma rasteira] e chutou ele, que toda vez faz isso”, disse a babá nas mensagens para Monique, na tarde de 12 de fevereiro.

“Falou que não pode contar, que tem que obedecer ele, senão vai pegar ele”, emendou Thayná.

Nas mensagens a babá ainda disse que esses episódios de Jairinho trancar-se no quarto com o menino eram frequentes.  “Sempre no seu quarto”, disse Thayná se referindo ao quarto do casal.

Um dia após as trocas de mensagens, Monique levou a criança a um hospital em Bangu e alegou aos médicos que o filho tinha caída da cama.

Com essas trocas de mensagens a polícia concluiu a babá mentiu ao não contar o episódio das agressões. Além disso, foi-se descoberto que a babá e a empregada doméstica Leila Rosangela de Souza, a Rose, reuniram-se com Jairinho e Monique antes de depor, levando também a suspeita de que Rose mentiu no seu primeiro depoimento. No depoimento de hoje, a polícia buscava esclarecer porque Thayná não relatou o episodio de 12 de fevereiro.

 

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Comente: