Auxílio emergencial prorrogado pelos próximos 3 ou 6 meses? Parlamentares discutem a possibilidade da volta do benefício

Em meio ao caos do aumento alarmante do número de casos da Covid-19 a população se vê desamparada sem auxilio governamental após a crise econômica causada pelo novo coronavírus. Entretanto, o que é debatido sobre a continuidade do auxílio emergencial no Governo? Entenda melhor a seguir.

Para o Presidente, Jair Bolsonaro (Sem Partido), não existe a possibilidade da volta do auxílio emergencial visto que divida gerada pelo benefício no ano de 2020 é de R$ 700 bilhões, segundo fontes do governo.

No entanto, Parlamentares articulam uma possível volta do beneficio em 2021. De acordo com o jornal IstoÉ, o senador Alessandro Vieira, do Cidadania, apresentou um projeto de lei que amplia o prazo do benefício para este ano.

O Documento destaca a necessidade da continuidade da ajuda governamental este ano, uma vez que a economia brasileira sofreu muito com a crise do coronavírus e ainda não está recuperada.

Além disso, o documento também trata sobre a a universalização da vacina contra o coronavírus no Brasil.

O argumento principal utilizado pelos defensores da continuidade do auxílio emergencial é que a crise causada pela pandemia não estaria nem próxima de seu fim.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): .

Categoria(s): Destaque.

Comente: