Armado, estudante abre fogo em centro universitário e mata pelo menos 8 pessoas; mais de 20 acabaram feridas

Esta segunda-feira (20) foi marcada por um episódio lamentável. Um estudante abriu fogo e vitimou pelo menos 8 pessoas e feriu pelo menos outras 24.

Armado, um estudante adentrou um campus universitário. Ele iniciou um tiroteio em Perm, na Rússia, atingindo dezenas de pessoas. O acusado vitimou pelo menos 8 pessoas fatalmente e feriu mais de 20. Um comunicado preliminar afirmou:

“Um estudante que estava em um dos edifícios da universidade abriu fogo contra as pessoas ao seu redor[…]Em consequência, oito pessoas morreram e várias ficaram feridas.” Mas o que aconteceu com o atirador?

Aproveitando-se por estar armado, o estudante resistiu à detenção. Contudo, ele acabou ferido no confronto e foi detido pelas autoridades. A identidade dele já foi confirmada, mas segue em sigilo. O porta-voz da presidência russa, Dmitri Peskov falou por Vladmir Putin, presidente do país, que está de quarentena: “O presidente expressa profundas condolências aos que perderam parentes e amigos no incidente.”

Nos últimos 4 anos, ataques similares aconteceram no país, que não sofria com essas situações. Desde então, as medidas para porte de arma têm se tornado mais rígidas. Em declarações anteriores, o próprio Putin afirmou que considerava o fenômeno uma questão que foi “importada” dos Estados Unidos, sendo um aspecto muito negativo da globalização, nas palavras dele.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Categoria(s): Internacional.

Comente: