Apresentador que chamou Ivete de “vagabunda” já foi condenado por lavagem de dinheiro e impedido de assumir cargos públicos

Durante esta semana, a cantora Ivete Sangalo foi ofendida e atacada pelo apresentador Luiz Almir, da Band, depois de ecoar um coro contra o presidente Bolsonaro em um de seus shows.

Luiz Almir chegou a chamar Ivete de “vagabunda” e “decadente”.

“Ninguém tem o direito de ir cantar, juntar o povo que paga para ver o show de uma mulher que já está em decadência, velha, feia, frouxa, e a vagabunda fica mandando a maior autoridade do país tomar no c*, em pleno microfone em um hotel cinco estrelas”, disse ele.

Entretanto, o histórico do apresentador não é dos melhores. A sua passagem pela política, por exemplo, foi bastante polêmica. Luiz Almir foi ex-vereador de Natal, no Rio Grande do Norte pelo PSDB.

Em 2017, ele foi afastado do cargo na Câmara de Vereadores a pedido do Tribunal de Justiça e em 2015, foi condenado a 12 anos de prisão pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro.

Na época do afastamento do cargo, ele estava sendo investigado pelo crime de improbidade administrativa na nomeação de cargos comissionados no gabinete do então vice-governador Fernando Freire, na época (1995 – 2002) administrativa. Fernando Freire, inclusive, está preso desde 2015.

Já por conta do crime de peculado e lavagem de dinheiro em 2017, ele não pode mais ser nomeado para cargos comissionados ou assumir direção de órgãos públicos. A prisão, contudo, não chegou a ser executada.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

Comente: