Após tirar vida da ex-namorada, guarda municipal acaba morrendo pouco tempo depois

Um guarda municipal de 46 anos matou a ex-namorada com 4 tiros na manhã desta quinta-feira (3), em Porto Ferreira (SP). O crime foi registrado como feminicídio.

De acordo com informações da Polícia Civil, após o crime, o homem sofreu um acidente de carro no quilômetro 217 da Rodovia Anhanguera (SP-330), sentido capital e morreu preso nas ferragens. A polícia acredita em suicídio. A arma do crime foi encontrada dentro do veículo.

A rodovia não precisou ser interditada e não houve mais feridos.

Crime
Segundo a polícia, o guarda Alex Renaud Miranda, que trabalhava na corporação de Aguaí, aguardou até que a ex-namorada, a técnica de enfermagem Josselina Stenico, saísse da residência que morava, no Centro, e efetuou os disparos. Ela morreu no local.

“Ali, próximo a Pirassununga, ele acabou colidindo na traseira de um caminhão e também veio a óbito, preso nas ferragens. Pelas características do acidente, a principio, podemos dizer que há suspeita de suicídio porque o veículo travou em 5 mil rpm, uma velocidade bastante considerável que foi essa colisão traseira ocasionada no caminhão”, explicou o delegado Eduardo Campos.

A mulher não possuía medida protetiva contra o ex e ele não tinha passagens pela polícia.

Com textos e informações do portal Globo

Categoria(s): Nacional.

Comente: