Após tentar disfarçar, Pastor que esqueceu que estava ao vivo e agrediu esposa tenta se explicar: “Uma atitude que não é cabível a minha pessoa e a minha índole”

Após a enorme repercussão das suas imagens agredindo verbalmente a esposa durante uma transmissão, o pastor explicou o que aconteceu. Nas imagens, ele aparece irritado com a parceira e logo depois tenta disfarçar a agressão para contornar a situação.

Sem dúvidas, o que aconteceu não é nada bom para a fama de nenhum líder religioso. Contudo, o pastor Edson Araújo, da igreja Deus é Amor, resolveu se explicar ao lado da mulher. Segundo ele, em todo o tempo de relacionamento que tem com a esposa, eles nunca tiveram problemas e o que aconteceu ontem foi fruto de uma forma “imprudente” de agir:

“Ontem nós estávamos em cima do horário de fazer o culto, e nós não tínhamos uma posição correta do equipamento, então eu simplesmente me levantei e fui tentar arrumar, e ai acabou derrubando outro aparelho de celular que faz a transmissão de hinos. Então, eu ali, de uma forma imprudente, de um forma incorreta que não poderia agir daquela forma, eu direcionei uma palavra, nunca tivemos nenhum tipo de problema, então por um momento eu direcionei uma palavra imprudente para minha esposa. Quatro anos que nós convivemos, estamos juntos e abraçando a obra do Senhor e por um momento, verdadeiramente pela minha falha, eu assumo publicamente o meu erro e ter direcionado uma palavra incorreta e imprudente. E uma atitude que não é cabível a minha pessoa e a minha índole””

O que aconteceu?

Enquanto fazia uma transmissão ao vivo, um pastor se tornou motivo de revolta. Isso porque, em certo momento, ele não percebeu que estava no ar e agrediu uma mulher que o ajudava. De acordo com o portal Globo, o líder religioso teria agredido a moça que o auxiliava na transmissão. Portais gospels identificaram o pastor como Edson Araújo, da Igreja Deus é Amor. Além disso, a moça agredida seria a própria esposa dele. Tudo começa quando ele se demonstra insatisfeito com o ângulo em que a câmera estava o filmando.

Depois disso, ele levanta irritado e diz: “Que saco, merda. Arruma as coisas direito, imbecil. Arruma o negócio direito lá.” Nesse momento é possível também ouvir um som de tapa. Contudo, não dá para discernir se o tapa foi uma agressão física à esposa ou um impacto no próprio equipamento de filmagem. Em seguida, quando volta à cadeira, o pastor percebe que já estava ao vivo e tenta contornar a situação, como se nada tivesse acontecido, dizendo: “Aceitem a paz do senhor.” O caso é um dos mais comentados do fim de semana e continua se difundindo.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Categoria(s): Nacional.

Comente: