Após prisão do marido, esposa do vendedor humilhado por PM afirma: “Estão acusando mas não foi ele”

Em pouco menos de uma semana, um caso se transformou como poucos já haviam feito antes. Primeiramente, o vendedor João Vitor, de 20 anos, foi humilhado e teve seu carrinho de frutas derrubado por um policial militar. A história gerou revolta popular e os agentes acabaram afastados. Depois disso uma grande reviravolta: João Vitor é preso! Agora, a esposa do vendedor afirma que ele é inocente.

De acordo com o portal O Povo, a esposa do vendedor, Iza Maria, afirmou que está havendo um engano, pois João Vitor não aparece nas imagens que o acusam:

“Ele ficou preso, detido, por conta que estão acusando ele por uma tentativa de homicídio. Mas não foi ele, nas filmagens não aparece ele, estão só acusando”

De acordo com André Costa, delegado de Polícia Federal e Secretário de Segurança Pública do Ceará, o vendedor foi detido por que ainda tinha pendências na justiça:
“João Vitor Silva Moreira (20) foi preso hoje por mandado de prisão de homicídio tentado em 12/2019, em Fortaleza, crime no qual foi denunciado pelo MP. João tinha mandado de apreensão prescrito por homicídio consumado, quando o corpo foi carbonizado num trilho em 06/2017”

Ainda segundo o portal, João Vitor foi levado ao Complexo das Delegacias Especializadas e depois à Delegacia de Capturas na última sexta-feira, dia 28. Entenda o caso do início Leia Mais.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Categoria(s): Nacional.

Comente: