Após pedir invasão de hospitais, Jair Bolsonaro é criticado

Governadores do Nordeste e entidades de saúde criticaram o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por incentivar seus apoiadores a adentrar hospitais e filmar leitos de UTI. Eles chamam Bolsonaro de “negacionista” por tentar amenizar a pandemia do novo coronavírus e desconsiderar evidências científicas.

Segundo o Conselho Nacional de Saúde (CNS), o presidente estária mais interessado em estabilizar a economia do que se preocupar com a vida da população brasileira. Assim, assumindo uma atitude genocida e se colocando como adversário ao combate.

“Intensificaram- se as ações espetaculares, inclusive nas casas de governadores, sem haver sequer a prévia oitiva dos investigados e a requisição de documentos. É como se houvesse uma absurda presunção de que todos os processos de compra neste período de pandemia fossem fraudados, e governadores de tudo saberiam, inclusive quanto a produtos que estão em outros países, gerando uma inexistente responsabilidade penal objetiva “, diz o CNS.

Governadores criticaram a atitude do presidente, Flávio dino, governador do Maranhão, postou em sua conta no Twitter que Bolsonaro precisa mandar um ofício assinado para que possam adentrar as unidades e verificar os leitos.

Categoria(s): Politica.

Comente: