Após mais de dois meses, Hospital de Campanha em Manaus irá encerrar atividades

Na última segunda-feira, o hospital de campanha municipal de Manaus irá deixar de atender novos pacientes com coronavírus, segundo o prefeito Arthur Virgílio Neto, uma vez que o número de casos da doença reduziu drasticamente.

Segundo informações do G1, Manaus tinha 23.101 casos, na segunda, e 1614 óbitos. A unidade foi essencial para auxiliar o Estado de Amazonas no colapso de casos de covid-19, o Estado chegou a ter 2.638 casos em um único dia.

“Podemos dizer que o hospital de campanha cumpriu sua missão e que o prefeito Arthur conseguiu dar um grande apoio ao Estado. A partir de amanhã vamos rever todos os procedimentos dentro do hospital. Agradecemos todos os servidores que atuaram na linha de frente: médicos, enfermeiros, técnicos, nutricionistas, fisioterapeutas, que enfrentaram aqui dentro, de peito aberto e com determinação, esse inimigo poderoso e invisível que afetou de forma tão grave a população de Manaus”, disse Marcelo Magaldi, secretário municipal de Saúde.

Categoria(s): Nacional.

Comente: