Search
Close this search box.

Após denúncia, ex-‘Malhação’ Daniel Erthal relata perda de Kombi usada para venda de bebidas

Uma história recentemente veiculada nos noticiários voltou à tona nesta quinta-feira (7). O ator Daniel Erthal recorreu às redes sociais na última quarta-feira (6) para esclarecer que recebeu uma denúncia que resultou na perda da Kombi que utilizava para a venda de bebidas. Ele havia recebido o veículo após ganhar destaque nas redes trabalhando como ambulante nas ruas do Rio de Janeiro.

Em um vídeo compartilhado em suas redes sociais, Erthal explicou que está atualmente envolvido nas gravações de um longa-metragem em Miguel Pereira, interior do estado, e que, por esse motivo, havia emprestado o veículo para outra pessoa durante esse período. Ele relatou que, a partir desse empréstimo, surgiram complicações.

“Decidi gravar este vídeo para explicar o que aconteceu com a Kombi. Estou aqui em Miguel Pereira filmando um longa-metragem há mais de dez dias. Deixei minha Kombi no mesmo local, na Rua Anita Garibaldi, entre a Avenida Nossa Senhora de Copacabana e a Figueiredo Magalhães, em Copacabana. Infelizmente, perdi a Kombi hoje. A pessoa que me ajudou, Tiago, não sabia dos débitos. Tem dívida ativa. Tentei ajudar alguém que estava precisando, em um dia de chuva, antes de viajar para cá. Ele estava precisando e provavelmente ficou dormindo todos esses dias no veículo. Isso incomodou pessoas em Copacabana. Fui denunciado. O local permite estacionamento, mas minha Kombi estava sem a porta”, explicou Daniel.

Devido às dívidas pendentes, Daniel afirmou que não conseguiu reaver o veículo:

“Quando fui verificar com o despachante, descobri que a Kombi tem quase R$ 50 mil de débito, dívida ativa de uma empresa, uma mercearia. Infelizmente, não poderei arcar com isso. Felizmente, não precisarei assumir isso. E é isso. As histórias ficam com vocês, os vídeos ficam. Vão lá assistir. Ficam as boas memórias e os aprendizados. É triste, porque tínhamos muitos planos. Seria uma ótima oportunidade com essa Kombi para estarmos mais próximos de todos que nos apoiaram, ali na Rua Santa Clara. E agora, sem a Kombi, tudo fica mais distante. Mas, como mencionei anteriormente, ficam as memórias que tivemos na Kombi. Foram dois meses e meio muito intensos. É triste, mas seguimos em frente, olhamos para frente, pois coisas boas estão acontecendo. Às vezes, planejamos algo e essa coisa que planejamos tanto é adiada. Precisamos praticar a aceitação. Vamos ser felizes com o que temos hoje”, acrescentou.

Ele continuou:

“E falando desse projeto com a Kombi, é um projeto no qual planejávamos fazer uma reforma. Por isso, digo, como poderíamos reformá-la se estávamos endividados? Se soubesse disso, jamais teria investido qualquer quantia na Kombi. Investi R$ 2 mil para consertá-la. Ganhei a mão de obra, mas gastei com peças. Nem mesmo teria gasto isso se soubesse que havia R$ 50 mil em dívidas. Sei que a pessoa que me deu fez de boa intenção, mas não dependia apenas de duas partes.”

A história de Erthal se tornou viral nas redes sociais durante a virada do ano. O ex-galã de “Malhação” publicou vídeos em seu Instagram vendendo cervejas em Copacabana. Logo, seu ponto de vendas passou a atrair fãs e colegas de profissão, que apareceram para apoiar o empreendimento.

Em uma entrevista recente ao site, ele explicou que decidiu colocar a ideia em prática por não conseguir oportunidades de trabalho como ator:

“Estava passando por um período de dificuldades financeiras e falta de trabalho, com contas para pagar… Há quatro anos, não tinha feito nenhum teste. A ansiedade bateu e comecei a pensar em como poderia encontrar um nicho para ganhar dinheiro em Copacabana. Sempre fui um vendedor. Meu pai tinha uma gráfica. Desde os 14 anos, eu vendia cartões de visita. Trabalhei em lojas. Foi aí que decidi vender cerveja gelada.”

Com a fama nas redes sociais, ele acabou recebendo a oferta de ficar com a Kombi:

“Foi uma coisa de outro mundo. Uma pessoa conheceu minha história e falou com um amigo que tinha a Kombi e disse que eu poderia ficar com ela. O veículo está em ótimas condições. Quero reformá-lo e, quem sabe, ainda viajar pelo Brasil nele, ao lado da minha companheira, a Amsterdã”, disse ele na entrevista.

Da redação do Acontece na Bahia

Foto: Reprodução