Após cirurgia na bexiga, quadro de Jair Bolsonaro é estável

O presidente Jair Bolsonaro foi submetido, na manhã desta sexta-feira (25), a uma cirurgia de retirada de um cálculo (pedra) na bexiga.

De acordo com a Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom), a cirurgia durou uma hora e meia e foi realizada com sucesso. Ainda segundo a Secom, Bolsonaro não sente dores e nem febre.

O médico responsável foi o urologista Leonardo Lima Borges. O procedimento foi feito no hospital Albert Einstein, em São Paulo.

“Esse cálculo aqui é de estimação. Eu tenho há mais de cinco anos, está na bexiga. É maior que um grão de feijão. Resolvi tirar porque deve estar aí ferindo internamente a bexiga”, disse o presidente a apoiadores no início deste mês.

É a sexta cirurgia de Bolsonaro nos últimos três anos. Relembre:

  • 6 de setembro de 2018 – Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora (MG): Operação de urgência após ser atingido com uma facada por Adélio Bispo em ato de campanha
  • 12 de setembro de 2018 – Hospital Albert Einstein, em São Paulo: Cirurgia de emergência em razão de uma complicação causada pela aderência das paredes do intestino
  • 28 de janeiro de 2019 – Hospital Albert Einstein, São Paulo: Retirada da bolsa de colostomia
  • 8 de setembro de 2019 – Hospital Vila Nova Star, São Paulo: Cirurgia para correção de uma hérnia incisional na região da área atingida pela facada
  • 30 de janeiro de 2020 – Hospital das Forças Armadas (HFA), Brasília: Vasectomia. Foi a segunda vez que ele passou pelo procedimento médico de esterilização para homens que não desejam ter mais filhos biológicos

Categoria(s): Politica.

Comente: