Após Bolsonaro falar que o Brasil está quebrado, Paulo Guedes, ministro da economia, retifica o que o presidente quis dizer

As declarações do presidente Jair Bolsonaro seguem repercutindo nesta quarta-feira (6). Após dizer que “o Brasil está quebrado e que ele não pode fazer nada”, Bolsonaro tomou as manchetes. Então, agora o ministro da economia, Paulo Guedes, explicou o que o presidente estava tentando dizer.

Em entrevista ao portal Globo, Paulo Guedes afirmou que as declarações de Bolsonaro se referiam à esfera pública. Além disso, o ministro falou sobre os grandes gastos em virtude da pandemia e explicou que reformas serão necessárias para ajustar a situação financeira do governo:

“Ele está se referindo, evidentemente, à situação do setor público, que está numa situação financeira difícil. Porque, depois dos excessos de gastos cometidos por governos anteriores, quando chegou o primeiro governo falando que vai cortar forte, foi fulminado pela pandemia. Nós estamos reconhecendo a dificuldade da situação, mas decididos a enfrentar. Nós vamos seguir com as reformas estruturais. Foi só isso.” Mas afinal, em qual contexto Bolsonaro fez tais declarações?

Quando afirmou que “o Brasil está quebrado” e que ele “não consegue fazer nada”, Bolsonaro estava falando sobre a alterações na tabela do imposto de renda. Numa promessa que aconteceu em 2018, durante a campanha do presidente, ele afirmou que iria isentar o Imposto de Renda de cidadãos que ganhem até R$5 Mil. Atualmente, o limite para ser isento é de R$ 1.903,98.  Em 2019 ele propôs que esse limite chegasse até R$3 mil, numa tentativa de alcançar a promessa aos poucos.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.

Comente: