Após apresentadora de rádio e TV ser morta, marido vai à delegacia e confessa: “Foi com um fio elétrico”

Uma triste notícia tem sido destaque nas redes sociais neste domingo (28). Evelyne Ogawa, 38 anos, que foi morta pelo marido na noite de sexta-feira (26), era radialista, apresentadora de televisão, assessora artística e produtora. Sempre presente nas redes sociais ,Evelyne trazia palavras motivacionais e de inspiração aos seus milhares de seguidores. 

No Facebook Evelyne fez sua última postagem: “Não sei como termina a minha história, mas em nenhuma página dela você vai ler: – Ela desistiu”. O marido de Evelyne, Vinícius Fernando da Silva Camargo, foi até à 26ª DP e confessou ter matado a esposa na sexta-feira (26) enforcada com um fio elétrico. 

No Instagram, a apresentadora ganhou muitas homenagens. “Meu amor, minha amiga o mestre Jesus já te acolheu… Seu legado aos que te amam será eterno”, comentou a amiga Nyedja Gennari. 

Evelyne fazia a narração dos programas ” Frequência Federal” e o ”Programa Evelyne Ogawa” na Rádio Federal onde trabalhava há sete anos. Em nota, a Rádio homenageou Evelyne. “Foram sete anos de convivência com uma menina mulher que tinha muitos sonhos. Estamos perplexos e tristes com uma notícia tão devastadora. Que Deus abençoe e conforte todos os amigos e familiares da nossa querida Evelyne Ogawa”. 

Vinícius Fernando estava no relacionamento com Evelyne Ogawa há mais de três anos e já tinha ficha criminal por ter agredido a estudante Eslândia Rodrigues, 26 anos, em 2017. Segundo informações, Vinícius havia saído de casa na quinta-feira (18), sem dar explicações. Evelyne proibiu o acesso de Vinícius ao condomínio em que moravam. Passado o fim de semana e após uma briga, a apresentadora permitiu o acesso de Vinícius ao prédio. Evelyne foi morta na noite de sexta-feira (26), dias depois da última discussão. 

Da redação do Acontece na Bahia 

 

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Comente: