Aos 32 anos, médico morre em lago de fazenda de ecoturismo em Terezópolis de Goiás

O médico Wilker Sabino Campos da Silva, de 32 anos, morreu em Terezópolis de Goiás, no centro do estado. Segundo informações do Park Santa Branca, fazenda de ecoturismo em que ele estava, o visitante foi encontrado “aparentemente sem sinais vitais” no lago da tirolesa – sem ter feito a atividade, foi socorrido pelo guarda-vidas do local e levado a uma unidade de saúde, onde teve a morte confirmada.

A situação aconteceu na sexta-feira (1º). Prima que estava com ele, Anna Maria Campos Corado contou que os dois estavam conhecendo o local quando o médico disse que ia na tirolesa.

A parente não o acompanhou e ficou olhando as fotos que haviam feito mais cedo. No entanto, mais de 30 minutos se passaram sem que o primo voltasse, e ela ficou preocupada.

“Ele não aparecia e pedi ajuda ao salva-vidas. Logo, ele foi procurar no lago e achou ele lá. Ele não tinha bebido, sabia nadar e estava em uma parte rasa”, disse. Segundo Anna, o corpo de Wilker foi velado e enterrado na manhã deste sábado (2) em Goiânia.

O Corpo de Bombeiros disse que não foi chamado para atender o caso.O g1 entrou em contato com a Polícia Civil e aguarda retorno para saber se a morte do médico foi registrada e se há ou haverá alguma investigação sobre o caso.

O delegado responsável pela cidade estava em diligências de outra investigação, por isso não estava em condições de passar informações sobre este caso.

A reportagem pediu uma posição sobre a morte do médico ao Conselho Regional de Medicina de Goiás (Cremego), por mensagem às 13h32 deste sábado (2), e aguarda retorno.

Da Portal Globo

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.

Comente: