Aos 20 anos, estudante de direito morre após realizar “brincadeira sem graça” com amigo

Uma história assustou o povo nesta terça-feira (7). Trata-se da morte de um jovem estudante de direito, que ainda tinha toda a vida pela frente, e partiu em consequência de uma brincadeira de mal gosto.

O caso ocorreu na cidade de Janaúba, no norte de Minas Gerais, mas já chegou a repercutir até fora do Brasil, sendo veiculado em inúmeros jornais estrangeiros. O jovem estudante de direito Cades Emanuel Pimenta Santos Norte, de 20 anos de idade, morreu depois de participar de uma brincadeira de muito mal gosto e perigosa. Trata-se da “roleta russa”

De acordo com as autoridades, Cades Emanuel estava com um amigo quando perdeu a vida. Ele teria chamado esse amigo, que conhecera há 6 anos, para ir a casa dele para beberem juntos e ouvirem música. Contudo, chegando lá o amigo teria se deparado com Cades portando uma arma de fogo para que eles realizassem uma “roleta-russa” .

Nessa roleta, a arma é recarregada com apenas uma bala, deixando os outros espaços vazios. Então, a pessoa vai girar tambor da arma, mirar contra a própria cabeça e acionar o gatilho. Se o tambor parar justamente no espaço carregado, a pessoa recebe o disparo e acaba tirando a própria vida. Amplamente proibida, “a graça” da brincadeira seria justamente a adrenalina do risco. Mas não termina aí.

Segundo esse amigo, foi justamente o que aconteceu no local. Ele teria participado por 2 vezes e, por sorte, não foi atingido. Então, quando repassou a arma para Cades, o estudante de direito acabou tendo “o azar” de acionar o gatilho justamente no compartimento carregado, realizando o que as autoridades chamam de “autoextermínio”. Suspeita-se que ambos teriam bebido pouco antes do episódio. Agora, a Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar os fatos e descobrir o que realmente ocorreu naquela noite.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.

Comente: