Ao tentar entrar em presidio com drogas, gato “traficante” é preso por agentes penitenciários

Um caso curioso continuou chamando atenção das mídias sociais nesta segunda-feira (19). Um gato “traficante” foi interceptado ao tentar entrar num presídio portando drogas.

O fato ocorreu na última sexta feira (16), no Panamá, quando agentes penitenciários interceptaram um desses gatos. Esta era a nova maneira encontrada pelos detentos e seus comparsas, que estão do lado de fora, para levar as drogas para dentro do presídio.

Segundo o que foi informado pela agência France Presse, o animal estava parado em frente à prisão Nueva Esperanza, com drogas amarradas em um pano e preso ao pescoço, como disse Andrés Gutierrez, chefe do sistema Penitenciário do Panamá: “O animal tinha um pano amarrado no pescoço que continha pacotes embrulhados de pó branco, folhas e matéria vegetal”. Outros agentes diziam que provavelmente se tratava de cocaína, crack e maconha.

Essa não é a primeira vez que tentam usar o animal para cometer o crime. Os prisioneiros usam comida para chamar a atenção dos animais, estes sendo amarrados às drogas pelos comparsas que estão na cercania do presidio.

Um promotor abriu uma investigação sobre o uso de animais para o contrabando de substâncias ilegais para o Presídio Nueva Esperanza.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Internacional.

Comente: