Ao se negar parar em bloqueio, caminhoneiro tem carro depredado e é perseguido por colegas

Um caso complicado repercutiu nesta quinta-feira (9). Após se negar a participar de uma manifestação, um homem acabou atacado por seus colegas de profissão.

Ainda na última quarta-feira, milhares de caminhoneiros iniciaram um movimento de paralisação e bloqueio de rodovias federais. Então, eles forçam todos os caminhoneiros que passam pelos pontos de concentração a também pararem.

Contudo, um motorista que passava por um desses pontos em Cachoeiro do Itapemirim, no Espírito Santo, resolveu não parar. Diante disso, um grupo de caminhoneiros começou a atacar o veículo do rapaz. No registro, o grupo ataca o caminhão e fala em “quebrar o motorista”. Num dos momentos de maior tensão, um deles joga uma pedra contra o para-brisa e danifica bastante o caminhão. Em resposta, o motorista ameaça ir para cima deles com o veículo enquanto tenta fugir do local.

Apesar dos danos materiais, o motorista conseguiu escapar do local sem se machucar. Até o momento, ele não registrou boletim de ocorrência.

Da Redação doa Acontece na Bahia

Tag(s): .

Categoria(s): Destaque.

Comente: