Ao sair de delegacia, Dr. Jairinho leva tapa de homem na multidão e é recebido sob gritos de “assassino”

Uma notícia chamou a atenção dos internautas e dividiu opiniões nesta tarde de quinta-feira (8). O vereador Dr. Jairinho, suspeito de matar o garoto Henry Borel Medeiros, de 4 anos, foi agredido e ofendido enquanto deixava a 16ª Delegacia de Polícia por volta das 13h de hoje (8).

O político saiu da delegacia acompanhado da esposa Monique Medeiros, mãe de Henry. Nesse contexto, Jairinho ouviu gritos e xingamentos de pessoas aglomeradas na porta da delegacia antes de entrar no carro que os levariam para o Instituto Médico Legal (IML), no Centro.

As pessoas gritavam “assassinos” na multidão, e, em certo momento, um homem furou o bloqueio policial e deu um tapa no rosto do vereador.

O casal deu novo depoimento que durou mais de 5h30 na delegacia. Os investigadores querem mais explicações para entender o que verdadeiramente aconteceu na noite de 8 de março.

O advogado do casal, André França, chegou ao local por volta das 7h15 e saiu acompanhado do casal, por volta das 13h. Ele também foi ofendido com xingamentos pelas pessoas que aguardavam a saída do casal. Além disso, as autoridades descobriram mensagens importantes entre a babá e a mãe de Henry, falando sobre as agressões de Jairinho Leia Mais.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Comente: