Antes do assassinato, Rafael Miguel e namorada planejavam fugir

Rafael Miguel (1996-2019), assassinado por Paulo Cupertino, e sua namorada planejavam fugir juntos antes do assassinato do jovem.

“Ele [Rafael] falou assim: ‘Eu vou trabalhar, tenho um dinheiro guardado e estou indo atrás de uma casa para a gente morar, só que você tem que estar disposta a ir embora. Embora de fato, você quer ir embora?’. Ele foi atrás, encontrou uma casinha bacana para a gente morar e estávamos com esses planos”, disse Isabela, em entrevista ao canal Record TV.

Além disso, a jovem contou que a mãe era sempre agredida pelo pai e que ela também já teria sofrido agressões. Isabela comentou que, em um ano e dois meses, viu poucas vezes o namorado, por causa do ciúme de Paulo.

Por fim, a jovem comentou que ódio que o seu pai sentia por Rafael era algo doentio, fruto de “teorias abomináveis”. Paulo Cupertino segue foragido da Justiça. Ele foi indiciado pelo Ministério Público por triplo homicídio, duplamente qualificado.

Categoria(s): Nacional.

Comente: