Antes de ser obrigada a cavar a própria cova, Amanda mandou áudio para a família dizendo: “De madrugada eu chego”

A jovem Amanda Albach, de 21 anos, encontrada sem vida na última sexta-feira (03) em Praia do Sol, em Laguna, no Sul de Santa Catarina, foi obrigada por um dos suspeitos do crime a mandar uma mensagem de áudio para uma parente avisando que pegaria um carro de aplicativo e retornaria para casa, no Paraná, no dia 16 de novembro.

“De madrugada eu chego”, disse Amanda Albach em áudio A intenção do suspeito era despistar as investigações. Depois da mensagem, ela também foi obrigada a cavar a própria cova com uma pá e foi morta com dois tiros.

Amanda estava desaparecida desde o dia 15 de novembro. Três homens acusados do crime já foram presos em Canoas, no Rio Grande do Sul. Segundo o advogado da família, eles seriam amigos da jovem. Amanda foi sepultada na manhã deste domingo no Cemitério Municipal de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba.

Da Redação do Acontece na Bahia

Categoria(s): Destaque.

Comente: