Search
Close this search box.

‘Amor a gente espera’, diz Davi Brito em entrevista ao mencionar término com Mani Rego

Após um período conturbado pós-BBB repleto de polêmicas, o baiano Davi Brito decidiu que é hora de descansar. Davi afirmou que não está buscando um novo relacionamento, especialmente após o término com Mani Rego.

Ele desmentiu rumores de um possível envolvimento com Barbara Contreras, com quem foi flagrado recentemente. “Era amizade, amiga mesmo, fomos lá [no restaurante] conversar, nada demais. Agora estou focado na minha carreira, em seguir com os planos que eu tenho na minha vida. Acho que a parte de relacionamento vai acontecendo naturalmente, sem forçar nada. Tenho 21 anos, novinho, cheirando a leite ainda, então acho que está cedo. Agora é focar no que tenho que focar e deixar acontecer”, disse ele em entrevista ao jornal O Globo.

Em um post recente no Instagram, Davi refletiu sobre o amor com foco na vida pessoal: “Amor a gente espera, como o pescador espera o seu peixe ou o devoto espera o seu milagre: em silêncio, sem se perder a paciência com a demora”.

Davi revelou que ainda está se ajustando à sua nova rotina. “Está sendo bastante bacana. Estou aproveitando as oportunidades, fazendo meus planos e projetos. Aonde eu vou as pessoas realmente gostam muito de mim, me abraçam bastante. Elas compraram a minha história. Estou aproveitando para curtir um pouco, espairecer, descansar e relaxar”, contou Davi.

Ainda durante a conversa, Davi explicou por que recorreu a doações via Pix para financiar sua viagem ao Rio Grande do Sul e ajudar as vítimas das enchentes.

“Inicialmente, pedi Pix para as pessoas porque realmente ainda não tinha condições financeiras de ir para o Rio Grande do Sul com os meus próprios meios. Mas consegui uma boa arrecadação. Consegui ajudar muitas pessoas, fornecendo alimentação, água mineral e outros suprimentos necessários para que não passassem fome ou necessidade. Distribuí colchões, alimentação, água mineral. Fizemos compras para ajudar as bases e unidades de saúde que estavam precisando. É algo que eu gosto de fazer. É amar ao próximo como a nós mesmos. E foi isso que me incentivou. Eu ajudei em tudo: trabalhando, cozinhando, entrando em barcos para salvar vidas, distribuindo mercadorias”, explicou o baiano.

Foto: Reprodução

Da redação do Acontece na Bahia