Alexandre Correa busca providências legais contra Ana Hickmann e a acusa de alienação parental

Alexandre Correa está exigindo medidas legais contra Ana Hickmann, acusando-a de alienação parental. O empresário afirma que Ana desrespeitou uma decisão judicial ao impedir que o filho de nove anos passasse o período de férias com ele. Os advogados de Correa solicitaram a prisão em flagrante da apresentadora na quarta-feira (3). Na manhã de quinta-feira (4), a assessoria de Ana informou que houve uma mudança nas datas acordadas para a convivência do filho com o pai, enquanto a equipe de Correa nega ter aceitado tal alteração.

A equipe de Ana Hickmann explicou: “A decisão judicial determinou que o período de férias de Alexandre Hickmann Correa com o pai fosse entre 3 e 10 de janeiro, se nada fosse programado anteriormente.” A assessoria enfatizou que as datas de visitação estão sendo rigorosamente cumpridas, destacando encontros já realizados em dezembro e janeiro.

Em resposta, os advogados de Correa negaram qualquer acordo sobre a mudança de datas, contradizendo a posição da equipe de Ana. Documentos obtidos pelo Notícias da TV indicam que a apresentadora teria se recusado a entregar o filho na data acordada, permitindo apenas um encontro rápido para um lanche à tarde. Correa alega ter tentado chamar a polícia e o Conselho Tutelar, sem sucesso, para denunciar o descumprimento da decisão.

Diante da situação, os advogados de Correa estão buscando novamente o Poder Judiciário para garantir o cumprimento da decisão judicial e a convivência entre pai e filho. Eles também alegam que Ana Hickmann, por sua notoriedade, parece acreditar estar imune às determinações legais, adotando uma postura de descaso com as ordens judiciais.

A Vara de Família e Sucessões de Itu determinou que o filho do ex-casal, de nove anos, não requer cuidados maternos constantes, e os genitores devem preservá-lo dos conflitos familiares. A juíza Renata Cristina Rosa da Costa Silva destacou que não há indícios de que o contato com o pai represente risco à integridade do menor, eliminando a necessidade de supervisão constante pela mãe ou seus familiares.

Ficou decretado que os avós paternos devem intermediar as visitas de Correa ao filho na ausência de outras figuras que gozem de proximidade e confiança da criança. A magistrada concedeu, em parte, a tutela antecipada para fixar o regime de visitas provisórias do pai ao menino.

No mês de dezembro, a funcionária da Record revogou sua decisão anterior de facilitar um encontro entre Correa e o filho. Caso venha a obstruir as visitas, Ana poderá incorrer em duas violações legais: alienação parental e desobediência à ordem de um funcionário público. Dessa forma, ela estaria sujeita a ser enquadrada por desobediência civil.

A juíza Andrea Ribeiro Borges, da 1ª Vara Criminal e de Violência Doméstica e Familiar de Itu, esclareceu que a medida protetiva concedida a Ana, proibindo Correa de se aproximar ou falar com ela, não afeta o direito do pai de visitar o filho. A magistrada ressaltou que as visitas devem ocorrer sem contato entre o ex-casal.

Desde a separação, a exposição pública revelou detalhes sobre uma dívida milionária e acusações sérias. O pedido de recuperação judicial indicou uma dívida conjunta de R$ 40 milhões. A Polícia Civil de Itu está investigando a denúncia de Ana sobre o desvio de cerca de R$ 25 milhões por parte do empresário, incluindo a falsificação de sua assinatura em cheques e contratos.

Notícias da TV revelou que a Valecred, uma financeira de Tatuí (interior de São Paulo), está cobrando R$ 1,762 milhão de Ana por um empréstimo de R$ 1,543 milhão concedido em setembro de 2022. A empresa busca o arresto de parte do patrimônio da apresentadora, incluindo sua residência e ganhos da Record e publicidade no Instagram.

Além disso, foi apurado que a apresentadora e seu filho de nove anos ficaram sem plano de saúde, sendo necessário recorrer ao pronto-socorro do SUS no dia da briga com o empresário. O desenrolar desses eventos coloca em evidência a complexidade da situação envolvendo Ana Hickmann e Alexandre Correa.

Foto: Reprodução Youtube

Da redação do Acontece na Bahia