Acusada de tirar a vida da vizinha “atingindo o coração” tem pena amenizada e gera revolta na população

Foto: Thais à esquerda e Carla à direita

A grande expectativa no julgamento de Thaís deixou o povo aguardando por anos. Contudo, a condenação dada não agradou a população, que até hoje relembra o caso com muita indignação.

Em 2015, Thaís  dos Anjos de Jesus, na época com 23 anos, se tornou a principal acusada na morte da jovem Carla Da Silva Santos, na cidade de Itapetinga. Elas eram vizinhas e Thaís  teria golpeado Carla com uma faca, atingindo uma área próxima do coração, o que fez o caso ficar ainda mais na mídia. Então, descobriu-se que os motivos de tudo isso seriam os ciúmes alimentados por Thais, já que Carla estaria se envolvendo com o ex- namorado dela.

Depois do o corrido, Thaís teria fugido para Vitória da Conquista. Contudo, ela retornou se apresentando com um advogado e conseguiu responder em liberdade, pois não houve flagrante. Agora, anos depois do ocorrido, Thaís  foi finalmente julgada. De acordo com o portal Itapetinga Agora, ela foi a juri popular formado por 4 mulheres e 3 homens.

Entretanto, apesar da grande expectativa quanto a decisão judicial, ela acabou inocentada da acusação de homicídio qualificado no último dia 22. A condenação foi classificada como homicídio culposo, quando não há a intenção de matar. Ainda segundo o portal, Thaís  continua respondendo em liberdade até o momento.

Foto: Thais à esquerda e Carla à direita

Da Redação do Acontece na Bahia.

Categoria(s): Nacional.

Comente: