“Achei que estava levando meu filho para salvar, mas matei”: Mãe de menino que morreu ao ir ao dentista relata que optou por extração por motivos financeiros

Elenilsa Jacinta, mãe do menino Antony, que morreu aos 10 anos depois ir ao dentista, fez um desabafo difícil. O menino foi até uma clínica particular, em Igarapé, Minas Gerais, para um procedimento bem comum, mas acabou partindo momentos depois. Muito emocionada, Elenilsa relatou:

“Eles deixaram meu filho sangrar até morrer. Eu achei que estava levando meu filho para salvar, mas matei.” Em conversa com o portal Record, Elenilsa afirmou que está desempregada e que optou pelo procedimento de extração ao invés do canal por motivos financeiros. A mãe relatou:

“Eu não tinha dinheiro para fazer um canal. Eu falei com ela que queria extrair, porque eu estou desempregada. Eu já procurei emprego em todos os lugares e não consigo. Minha única solução era tirar o dente, mas ela é uma profissional.” Ainda segundo o portal, o tratamento de canal custaria R$750 enquanto a extração do dente custaria R$180. Após o procedimento da extração, Antony começou a sangrar muito e foi acompanhado pela família e pela dentista até uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu. Agora as autoridades investigam o caso.

Da Redação do Acontece na Bahia

 

Categoria(s): Nacional.

Comente: